Férias aí vou eu!

Este final de ano foi bem hard. Entre novembro e a primeira quinzena de dezembro uma maratona de editoriais da PLAYBOY. A meta era fechar as edições de dezembro, janeiro e fevereiro.

playboy

Era tanta foto, tanto texto, tanta pauta, que a certa altura do campeonato, eu já nem sabia para que edição eu estava fazendo o quê. Era no fechamento que as coisas iam se organizando.

Fiz um cálculo aproximado, e claro, que perto das revistas femininas nem é tanta coisa assim, mas sem assistente, contando somente com um time experto de produtores, tudo acabou bem. Até agora foram:

Roupas pretas e brancas: 6 páginas, 20 peças;Roupas para reveillon: 2 páginas, 12 peças; 16 bermudas, 2 páginas; 21 sungas, 2 páginas; 8 óculos escuros, 2 páginas; 16 produtos de sol, 2 páginas; 12 perfumes, 2 páginas; 33 peças na mala, 1 página. Totalizando 140 peças, mais de 50 marcas,  em 20 páginas. Para se chegar neste número, vi umas 1400 peças. Perto de uma revista feminina é quase nada, eu sei. Mas vamos combinar que moda masculina, as opções são bem menores.

Ainda começamos a produzir o último editorial que falta na edição de fevereiro, mais 8 páginas. Acabou que com vários contratempos, transferimos para o começo de janeiro.

Minha breve passagem na PLAYBOY, nem completei um ano ainda, está sendo de um aprendizado único. Pensar em moda masculina para um público que é bem grande e que não está no eixo Rio e São Paulo, tem sido enriquecedor. Muitos podem até cobrar mais ousadia, porém assim como a própria moda feita para homens, a evolução se dá muito lentamente.

O perfil do consumidor masculino também é menos afeito as últimas novidades. Ele quer ter segurança, conforto e durabilidade. Claro, que as pesquisas apontam para um homem mais interessado em moda, mas ainda assim, neste Brasil tão cheio de contrastes, a coisa é bem mais embaixo.

Leio muito, devoro todas as informações que me chegam por diversos canais. Estou satisfeito com o caminho trilhado até aqui. Agora é hora de dar uma parada. Descansar a cabeça para começar ano novo, vida nova.

Para que o blog não pare, preparei uma retrospectiva de 2008, com os posts mais significativos que subi por mês. Assim quem ficar com saudades, sempre vai ter o que ler.

Para todos, um Feliz Natal e um 2009 cheio de novidades. E vamos começar agora com lema: XÔ CRISE! A palavra crise em chinês tem o mesmo significado que oportunidade, então, vamos criar muitas!!!!

Até lá, ou quando eu sentir falta de escrever, volto em edição extraordinária!!!!

arvore

Esta é a imagem que vou ver daqui há pouco até a exaustão!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 41 outros seguidores