Final de semana cheio de surpresas: Diesel e Fischerspooner

Sábado era o dia da festa da Diesel, claro. Como sempre convites disputados a tapa e no final das contas como o Antonio Trigo, além de amigo querido, é sempre mais do que atencioso com as produções da Playboy, fomos em caravana fashion para lá: Denise Dahdah (linda de vestido preto da Coven), o stylist Rodrigo Polack, mais os queridos João Zambon e Mariana Di Pillae, ambos da Quem.

Anna Gelinskas solta vozeirão na festa da Diesel (foto de divulgação)

A entrada não estava nem um pouco drama, a Marcelona linda recebendo na porta, como já é tradição em todas as festas da Diesel. O galpão estava bem produzido, todo o casting de globais possíveis, modelos em profusão, fotógrafos em polvorosa. O povo da moda compareceu em peso. Bom ver a Olivia Hanssen com Carlos Farinha, minha “conterrânea” Chialin Chiang, Luigi Torres, Wilson Ranieri, Higor Alexandre, Renato De Cara. Quem arrasou mesmo foi a Anna Gelinskas nos seus 2 pockets shows. O único senão, é que estava um calor de matar e eu ando meio chato quando tem muita gente. Dá para ver as fotos na Vogue RG e a festa, aliás, as 17 festas, no hotsite especial da XXX Diesel.

No meio da festa recebo um torpedo dizendo que o Fischerspoone ia tocar de surpresa no DEdge às 3 da manhã. Horário ótimo, porque dava para aproveitar um pouco mais da festa e ir para o club que não estava nem um pouco longe dali.

No D-Edge, como trabalhei lá, e continuo amigo do Ratier, do promoter China e da host Luma Assis, me liberaram a entrada fácil e rápida. Fui apresentado ao Casey Spooner e aproveitei para falar do embroglio da Bienal. O Thiago Ney fez uma matéria sobre a dupla, que se apresentou sábado no Helvetia Music Festival, e acabou revelando que a performance original que eles pensaram não ia mais acontecer.

Fischerspooner faz o live PA surpresa no Dedge (foto Felipe Moreira)

“É uma pena. Eu adorei a idéia de via ao Brasil e apresentar um outro lado do nosso trabalho. Pensamos em algo bem teatral, que estava sendo desenvolvida com o Wooster Group. Agora não poderemos mais trazê-los. Vamos pensar numa outra forma de se apresentar”.

A coisa na Bienal de São Paulo está pegando fogo. O curador Ivo Mesquita mandou uma carta para o presidente da instituição Manoel Francisco Pires da Costa preocupado com o corte de 40% do orçamento, para o evento que começa dia 25 de outubro.

No mais, eles fizeram um live PA muito divertido, bem electro, mas com poucos vocais, misturado com alguns toques de minimal feito pelo Warren Fischer, que estava com a namorada argentina, divertida também, que claro, não lembro o nome.

Casey Spooner brincando de fazer carão (foto Felipe Moreira)

A certa altura, o Casey perguntou se eu era dançarino e qual era minha formação. Respondi que fiz dança contemporânea, mas que gostava mesmo é de butoh. Ele disse que ama dança japonesa e continuamos a fazer passinhos bem absurdos. Saí de lá com a luz do dia, naquele estado… Domingo de cama!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 41 outros seguidores