30 anos de pista!!!

oliveros-de-bracos-abertos.jpg
Esta é uma foto do João Sal que virou um clássico. Eu lá de braços levantados

Para quem gosta de datas redondas/comemorativas constatei que vou fazer este ano 30 anos de pista!!!! Sim, comecei com 14 anos na Banana Power, em Santos. Vestia as roupas do meu pai e entrava. Como nunca me pediram documentos…

Acabei acompanhando todas as evoluções da música eletrônica, não por CDs, MySpace, Soulseek e afins. Vi tudo acontecer direto das pistas de danças. Da disco a house, do techno ao minimal, funk ao drum´n´bass, e por aí vai.

36.jpg
Em 1990 eu era assim

Quem me conhece, sou péssimo de música, ela serve só como um meio para a dança. Raramente escuto música em casa. Não sei nome de música, produtores, nada. Porém, na pista sei todas as dancinhas para cada um dos estilos. Sei dançando se o DJ foi bem ou não, se o set dele foi incrível, estas coisas.

drum.jpg

Vi um sem número de casas abrindo e fechando, o nascimento da era clubber, que virou até uma palavra fora de moda, não é mesmo? Fico emocionado na cena do 24h Party People quando nasceu o culto aos DJs.

billy-nasty.jpg
Sachi, Billy Nasty e eu numa festa memorável na casa do Daniel Lang

Aqui em São Paulo fui na era pré-clubber com HS, Madame Satã, Radar Tantan, Rose Bombom. O nascimento do fundamento club com a Nation, Sra. Krawitz (este deixou saudades, nhé, Nene?), Hell´s, ainda no Columbia. Confesso que passei meio batido pelas raves, mas cheguei a ir em algumas delas.

Um dos meus clubes preferidos, com certeza foi o Xingu, do Zeca Gerace e do Vitor Correa. Lá eu era feliz e sabia. Tudo começou com as absurdas Festas da Chave, que o convite era a própria chave da porta da festa.

festa-da-chave-17.jpg

Assim como fui feliz durante muito tempo na Loca. (claro, que eu não vou esquecer, viu, Anibal?)

Bom quem quiser saber mais, já sabe: os livros Todo DJ já sambou um dia da Claudia Assef e Babado Forte da Erika Palomino, contam um pouco do que acabou sendo conhecido por cena.

Nestes anos todos, dancei para um sem número de DJs, me tornei amigo de alguns, faço festa de aniversário a cada 2 anos, e todos eles comparecem para tocar. Nem sei como posso explicar que aos 43 anos ainda tenho pique para ir a algum club.

eu-e-thais-mol.jpg

Eu e Thais Mol numa Festa do Jardim

Minha vida de promoter

Tudo começou com o convite do Facundo para fazer uma festa no Vegas. Criei a Festa do Jardim , que era fechada e tinha senha para entrar. Fevereiro de 2006… Muita gente tocou e passou por lá.

materia-japonesa.jpg
Foi notícia até no Japão a festa!

O DJ Renato Ratier foi em 2 edições e um dia me chamou para uma reunião no D-Edge e me convidou para ser um dos promoteres da sua noite fixa de sexta, Freak Chic. Aceitei e criei um camarote para receber os amigos. Maio de 2006.

james.jpg
Meu primeiro cliente no D-Edge: James Murphy (LCD Soundsystem)

De lá para cá, acabei me tornando um profissional da noite, além das outras atividades que exerço. Ou promotchi, como alguns preferem. Engraçado, porque eu não tenho mailing, tenho os emails dos amigos e é só.

Nunca vou ganhar o prêmio de promoter mais simpático da cena. Um dia estava eu lá na porta, com um daqueles looks (nhé?) e um cara me pára na porta e diz: Aqui é uma boate GLS? Resposta: Bom, aqui não é motel, então as pessoas que vêm aqui, é para se divertir, então a opção sexual de cada um, não me interessa, entende?

dsquared1.jpg
Recebendo Dan Caten (Dsquared) antes da festa da Vogue (ops!)

Toda sexta trabalho lá. Chego por volta da 1h da manhã e saio entre 6h e 8h, quando a coisa está animada. Confesso, que mesmo trabalhando (e muito), ainda me divirto (e muito).

Para comemorar vou começar a publicar por aqui o Manual da Pista Chic.

8 Comentários

  1. Quero mto ver esse manual da pista chic!!!

  2. Quem maravilha este post!

  3. QUE

  4. Pois é…estamos ficando velhos….eu tenho 20 anos de pista e tbém já vi muita coisa. Somos parecidos no lance de feeling pra música, sem se apegar a selos, produtores e sub-gêneros. Pra deslumbrar a pessoa aqui precisa muito…rs. Feliz aniversário clubber!

  5. a-mei as fotos, em todas você tá uma graaaaaaça! =)

  6. Queridon, arrase sempre.
    E o xingu? Ai xingu, como eu sou super saudosista sempre sinto saudades!!!

    beso

  7. a senhora é babadeira, clementina!

  8. […] 30 anos de pista […]


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s