Focus Têxtil mostra suas inspirações para o Verão Masculino ’09

Numa entrevista que ainda vai sair na L´Officiel com o João Pimenta ele dizia: “Os tecidos para moda masculina não fogem de um padrão. Temos tecidos de camisaria que são lisos, listrados, xadrezes. Vez ou outra aparece um floral. Para se ter uma nova roupa masculina, precisamos de novos tecidos, mais pesquisa e ousadia têxtil também“.

No caso de estilistas que firmam parcerias é possível que uma têxtil desenvolva um tecido especial para uma coleção. Mas ele estava falando de um modo geral. Neste ano, como viram, estou bastante atento aos lançamentos de matérias-primas, de processos, porque isso me ajuda a aprofundar sobre a moda como um todo.

A Focus Têxtil fez seus lançamentos de verão 09 semana passada no Anhembi. Eu não pude conferir in loco, então pedi o favor para o Thiago Mateus da Ativa mandar o material para mim. Mas não achem que eu fiquei copiando release não. Fui pesquisar as referências para entender o que se tratava, viu?

Eles trabalharam com 3 temas Hi Life, Pleasure e Psychodelic. Lembremos que a pesquisa que realizam serve tanto internamente, quanto ajudam as confecções a visualizar o produto e terem uma idéia do “espírito” da coleção de tecidos.

O neto de Gianni Anelli, Lapo Elkann, herdeiro da Fiat, eleito três anos consecutivos pela Vanity Fair como um dos homens mais bem vestidos do mundo e morou no Brasil quando tinha 5 anos de idade, é o ícone do tema Hi Life. Escolha bem ousada porque os looks de Elkann fogem dos padrões atuais da moda masculina e ele sempre aparece com ternos inusitados e detalhes diferenciados.

francasozzaniemalbertaferrettielapoelkann.jpglapo-elkann-mario-testino-vogue-usa.jpg
Dois momentos Vogue de Elkann: com Francesca Sozzani e no editorial com clicks de Mario Testino para a edição americana.

lapo.jpglapo_2.jpg
De padrão xadrez ao lado de Lauren Hutton e com o paletó de smoking usado informalmente

A outra aposta dentro deste segmento são os anos 70, na linha Os Embalos de Sábado à Noite. Não resisti e ecnontrei este medley com as cenas dos filmes. Tony Manero já usava sua biker de couro no final dos anos 70, como podem conferir na cena inicial do filme:

Surpresa que a equipe de estilo da Focus aposta em paletós de abotoamento mais alto com 4 botões e de comprimento mais curto, para serem usados com bermudas. O golfe é a referência para esta linha. O conjunto Duran Duran também aparece na lista. As cores aparecem em tons pastéis, com destaque para o azul e o cinza. As estampas retrôs como o geométrico 70, motivos náuticos, flores tropicais e art-decô estão presentes. Eu como adorava o conjunto dos anos 80, selecionei o clip Rio, nada mais verão, não é mesmo???

A linha casual é representada pelo tema Pleasure e o conforto é a palavra chave. Paletós desestruturados, calças soltas e leves, regatas com bolsos cangurus e hoodies. A cropped, mais longa que uma bermuda e mais curta que uma calça, para o mais jovens é uma aposta, que já há dois anos aparece nas passarelas, mas ainda não ganhou as ruas. Ao contrário, as bermudas cargo já viraram um clássico do guarda-roupa masculino. Outra tendência adotada pela maioria dos estilistas é a influência do esportivo na alfaiataria.

yohji.jpgadamkimel.jpgbotega.jpg
No Men.Style na matéria Blue Planet podemos encontrar várias referências do estilo Hi-Life

Na pesquisa para o Verão 09 eles detectaram um desejo de cores vibrantes e estampas hipnóticas, que eles denominaram Psychodelic, inspiradas na Pop Art de Peter Max, mesma referência que apareceu no Bureau Santista.

peter_max_flower_blossom_lady.jpg

A pintura clássica japonesa, Nihonga, estilo que se desenvolveu como um resultado da introdução da estética ocidental no Japão na segunda metade do século 19, é uma outra vertente deste desejo fashion do homem contemporâneo.

k5_20.jpgk5_44.jpg

Vale também o doodle, nome dado aos traços usados por grafiteiros como Madsaki, que ficou conhecido por seu tênis desenvolvido para Vans, uma linha de carteiras desenhadas para a Jam Home Made, como escreveu Lucas Penido, em seu blog HypeBR e a camiseta para Unotre.

vansmi1.jpgwallet2.jpg309606487_cfc0b78211.jpg

Hoje na coluna do Alcino Leite ele faz menção a uma pesquisa feita em oito países pelo instituto Risc e divulgada no salão Première Vision, em Paris, revela que em dez anos um em cada dois homens se interessará fortemente por roupas. Então, é preciso se preparar desde já, para este boom futuro, ok?

Hussein Chalayan é novo diretor criativo da Puma

Vitor Angelo deve estar pulando de alegria! Fã confesso de Hussein Chalayan vai ser a oportunidade que ele esperava para ter um Chalayan, pelo menos indiretamente. A contratação do estilista pela Puma foi anunciada hoje em Paris, um dia depois do desfile do estilista.

A Puma já teve linhas desenhadas por Jil Sander:
jill-01.jpgjilsander.jpg

Alexander McQueen:

mac.jpgmac2.jpg

Philippe Starck:

starckpuma.jpgstarckpuma2.jpg

Mas é a primeira vez que contrata um estilista para criar roupas esportivas até looks casuais, junto com com a equipe de criação da Puma.

Quando fui fazer a matéria de tênis para Revista de Moda da Folha fiz uma pesquisa sobre todas as marcas importantes, para rechear o texto. A história mais incrível foi o da Puma. Em 1945, os irmãos Adi e Rudolf Dassler romperam a sociedade na fábrica de tênis que funcionava na lavanderia da mãe, na cidade alemã de Herzongenaurach. Adi criou a Adidas e Rudolf fez a Puma.

cur_the_dasslers.jpg À esq. Adi e à direita Rudi Dassler

Na pequena cidade alemã, a cidade era dividida ao meio. Um colocou seu negócio na margem esquerda do rio Aurach e outro, na direita. No cemitério local, os túmulos dos irmãos também estão afastados. “A cidade dividia-se entre os dois grupos, uns não podiam casar com outros, freqüentavam restaurantes diferentes”, relata Bárbara Smit, autora de “Invasão de Campo”, livro que conta a histórica briga.

pumafabrica.jpgadidas.jpg

O motivo de separação dos irmãos Dassler? Adi recusou-se a acatar as orientações do nazismo de Hitler, nos anos 1930. Rudi colaborou, fez campanha política, foi a guerra e até chegou a ser julgado depois dos combates. Reza a lenda, que Rudi tentou seduzir a mulher de Adi…

De qualquer forma, até hoje as duas marcas disputam a liderança no mercado europeu. A briga parece que vai continuar indo bem longe!

FORA DE MODA VAI PARA UOL

Como já tinha adiantado na matéria O Diabo veste Zara, a tendência dos blogs é se transferirem para grandes portais. Como disse no post:

“Uma prática que está virando moda também por aqui: Maria Prata, Alexandra Farah e Sylvain Justum (em breve) estão no Vogue RG, Thais Losso foi parar no IG, Olivia Hanssen para o UOL e ainda muita coisa está por vir, garanto. O bom da história é que todos continuaram independentes nas suas opiniões, afinal esta é a característica fundamental neste meio”.

Agora, é oficial o FORA DE MODA vai para o UOL, a convite da Carol Vasone. O que muda? Em termos de conteúdo nada, vou continuar escrevendo do mesmo jeito de sempre. Muda em visibilidade, já que alguns posts devem subir nos links do UOL Estilo Moda.

Mas não é tão para já, pois tenho que acertar o novo design do blog, antes da transferência. Espero que os fiéis leitores que conquistei por aqui, me acompanhem no novo endereço!

GAP mistura música, vídeos e cores na sua nova campanha

A Benetton não deve estar acreditando na sacada da GAP. Esta nota eu li no Repique e fui lá conferir a nova campanha da marca americana de boas roupas básicas. É incrível.

Eles convidaram 5 artistas para comporem músicas inéditas, 5 diretores para dirigirem os clips, inspirados em 5 cores. O resultado destas parcerias está no Sounds of Colors.

O vermelho ficou a cargo de Jimmy Tamborello, aka Dntel, que é conhecido pelas suas experimentações eletrônicas que misturam downtempo e punk-rock. Aqui, ele dá um tempo nas composições mais cabeças e se dá superbem em “Turning Red” com base eletrônica quase nervosa para seus vocais. A direção é de Blip Boutique que fez o vídeo para a banda OK Go, para Do What You Want, onde todo mundo está vestido com o mesmo padrão do papel de parede. Aqui o vermelho aparece sobrepondo o cantor com romântico surrealismo:

A cantora mezzo irlandesa-mezzo japonesa Marié Digby ficou com o amarelo. Pesa sobre ela a acusação que o hype entorno dela no MySpace e Youtube que foram acessados 2,3 milhões de vezes, foi uma estratégia de marketing da Hollywood Records, do grupo Disney. Para Gap ela continua na linha indie melosa que conquistou seus fãs, que nada sabiam dessa armação. O clip dirigido por Ryan Ebner usou as interferências do artista Ellis Gallagher nas intervenções nas ruas de Los Angeles.

O hip hop de Bronx do Swizz Beatz dá o tom para o verde, na canção “Candy Green”. O clip foi dirigido por Tom Gatsoulis e tem uma batida policial no meio da estrada com um grupo de palhaços. O verde aparece no carrão conversível de Beatz. Veja o que acontece nesta história:

O azul é a cor de trabalho do The Blakes. O trio de Seattle não está nem aí para o grunge. Suas influências são Supergrass e Stooges. Já receberam eleogios de Iggy Pop. Em “Magic” eles deixam aflorar seu lado fofo meio Beatles e The Who. Russ Lamoureux faz um vídeo na mesma linha sobre um amor platônico de um nerdizinho.

O preto e branco ficou com o duo dinamarquês The Raveonettes, de longe os mais conhecidos das escolhas da GAP. E foram eles os responsáveis pelo melhor vídeo da série, uma animação em P&B, claro, de Chris Do. Ele mistura vários tipos de animações, num resultado muito bom. É só clicar e curtir, sem muito blá-blá-blá:

Qual será a próxima marca que vai surpreender a gente???

Tem blog novo no ar!

Alô blogolândia em geral!

repique.jpg

Quem me enviou a notícia foi a própria autora do blog Repique, a queridíssima Paula Guedes. Ele está dentro do Terra Magazine, uma revista eletrônica bem legal, com muita gente escrevendo de Recife, que é minha terceira cidade no Brasil.

De acordo com a Paula:

“Tem informação, agitos, agenda, dicas, colaboração de amigos. Bate papo com gente envolvida em projetos legais, que chega ou parte para uma viagem. Novidade hoje, amanhã e no dia depois de amanhã. Posts diários. Hoje tratei de falar do Bonde do Rolê, mais à tarde sai uma agenda fresquinha. Amanhã, tem mais agenda e um post sobre o Festival de Cinema de Cartagena. Sábado, Michel Gondry, domingo um Bailinho que está rolando no Rio.

Enfim, enquanto houver diversão, terei assunto. Quem quiser colaborar é bem vindo. Escrever pode, assoprar dicas, pode; apresentar gente, e trazer gente que traz mais gente, todos serão bem vindos”.

Por enquanto, ela e a Odara Carvalho estão alimentando o recém-nascido. O texto é ótimo e vale a pena ter no seu blogroll! Foi lá que eu soube da nova incrível campanha da GAP, Sounds of Color!

Blogueiros comentam Red Carpet para Revista Quem

Os blogs de moda estão na moda. Desta vez, a Denise Dahdah, minha querida amiga e editora de moda da Revista Quem, teve a idéia de convidar blogueiros para comentar os looks do red carpet. Cada um ficou com uma estrela e além do look deste ano, tínhamos que fazer uma pequena restrospectiva dos últimos anos. Dá para ver na banca a partir de hoje!

Eu comentei a derrapada de Nicole Kidman. Sabia que o mega colar de 7.645 diamantes, capaz de ofuscar o Balenciaga dela, é da L´Wren Scott, namorada de Mick Jagger?

oscar_nicole25.jpg

As especialistas Fe e a Cris do Oficina de Estilo ficaram acordadas até tarde para ver o Versace sexy de Hilary Swank

oscar_hilary15.jpg

O Vitor Angelo escreveu sobre o coruscante Carolina Herrera de Renné Zellweger:

oscar_renee05.jpg

Luigi Torres ganhou o Dior sereia de Cameron Diaz

oscar_cameron20.jpg

Biti Averbach comentou o Dries Van Noten para a grávida da Cate Blanchett

oscar_cate10.jpg

Rebeca de Moraes que no seu blog tem o texto completo, o Chanel de Penelope Cruz

oscar_penelope.jpg

Maria Sanz teve a missão de analisar o Oscar de la Renta de Jennifer Garner

oscar_garner34.jpg

SCMC 18 :: Acabou-se o que era doce!

pati.jpg

No final do domingo, o sorriso do dever super bem cumprido da Patricia Lima, da Catarina Comunicação de Moda e Editora que batalhou para que os blogues fossem cobrir o evento ao lado da imprensa oficial. A transferência de eixo foi ótima, o pessoal de Santa Catarina super participou da cobertura, deixando muitos comentários.

Muito obrigado, não só a você, mas todas as suas meninas que foram sempre muito gentis e atenciosas comigo o tempo todo!

Até daqui há pouco, não é mesmo?