Bureau Santista faz apresentação das inspirações para Verão 2009

Enquanto nem chegamos a ver o inverno nas vitrines, empresas já divulgam Verão 2009!

Depois da ABEST divulgar o resultado de suas pesquisas para o Verão 2009, agora foi a vez do Bureau Santista mostrar suas apostas no setor jeans e moda jovem. Sueli Pereira, Gerente de Moda da empresa, fez a apresentação hoje (12), no IED para convidados.

A pesquisa feita em diversas cidades como Tóquio, Estocolmo, Buenos Aires, por exemplo, indicou que para uma marca de jeanswear se sobressair num mercado altamente competitivo deverá investir na criatividade, no design e no produto; na funcionalidade das peças; nas cores e no acabamento dos materiais; aspecto diferencial como projetos sócio-ambientais.

Sueli apresentou 4 fontes de inspirações principais: Paint Box, Coleções, Danificado, Temporário. Para cada uma delas, ela deu exemplo de artes plásticas, músicas, marcas descoladas, streetwear, para que ficasse claro estes conceitos. Eu gostei bastante de ver as referências pesquisadas.

1. Paint Box : Desejo de cor

A Gerente de Moda diz que o mercado de jeans ainda tem resistência a cor, mas que as coisas estão mudando. A referência é o artista gráfico Peter Max e seu estilo psicodélico. Ela recorda uma coleção do artista em parceria com a Wrangler. Bom, eu fui pesquisar o artista e fiquei encantado.

petermax.jpg

Como toda pesquisa de tendência, algumas marcas existentes servem de modelo. Bensimon é uma delas. Seus tenis, que lembram nossos Congas, foram considerados nesta categoria ultracolorida.

beninson.jpg

Neste sentido, me lembrei da atual coleção da Ellus 2nd Floor e do inverno masculino de Fause Haten.

2. Coleções: idéia de vintage

Esta inspiração fala de elementos pequenos quando reunidos ganham impacto visual. Traz consigo o vintage, e por conseguinte, a reciclagem. O trabalho citado é Tracey Bush. Encontrei este feito a partir de envelopes de cartas, que formam borboletas:

tracey.jpg

O trabalho do designer Stuart Haygarth, que utiliza lixo e materiais usados para construir seus objetos, é uma outra amostra do conceito.O projeto abaixo foi feito a partir de mil embalagens de party poopers recolhidos após o reveillon em Londres do ano 2000:

stuart_haygarth_tide_light.jpg

Na minha opinião, Isabela Capeto veio responder muito bem a esta inspiração. Ronaldo Fraga que se inspirou nas suas próprias coleções também se encaixa bem aqui.

3. Danificado

Objetos que parecem trincados, quebrados. Roupas destruídas, respingadas. Na verdade, o jeanswear sempre gostou deste tema. Quantos jeans detonados, stonados já não vimos? A luminária de Jordi Canudas foi usada como exemplo. Você compra o objeto que deverá ser quebrado para que a luz saia de dentro dele.

jordi-canudas-faura.jpgjordi-canudas-faura-less-lamp1.jpg

Em Estocolmo há uma exposição de jeans detonados chamada I Love Finishing na loja da Nudie. Dá para ver cada um deles no site da marca.

nudie.jpg

Cada um destes defeitos propositais sugerem individualidade.

4. Temporário:

Trabalha com o transitório, o não-permanente. Aqui a inspiração é a própria natureza e seus ciclos mutáveis. Suzanne Happle e Frederik Molenschot trabalham com painel pré-moldado de concreto que forma desenhos por reação com água, à medida que a água percorre os vazios no concreto. Chama-se Solid Poetry.

solid_poetry2.jpg

Isso é um resumão do que foi apresentado. Saí de lá pensando mais em outras coisas do que moda. Acabei conhecendo um monte de trabalhos que não tinha ouvido falar e só isso valeu a pena. Mesmo porque não sou eu que vou ter que me virar com isto tudo, não é mesmo?

De quebra, deu para gravar uma parte do vídeo apresentado no final, que aí sim, tudo isso se transforma em moda, em produto. Está meio ruim, porque fiquei entre duas pessoas na minha frente, mas dá para se ter uma idéia, ok?

7 Comentários

  1. Arrasou

  2. Mto legal!
    To começando a entender a cor… eu era mais convencional!
    Agora to bem highcolor, deve ter a ver com HDTV!

    hehehe

    Abração,

  3. Fiquei bem feliz….
    As tendências que vc destacou da apresentação tem muito a ver com o que nós estamos produzindo agora.
    Obrigado

  4. Tá lá loooonge mas me deu uma vontadinha de *quero agora*
    Como é fácil despertar o desejo nas pessoas, não?

  5. Saudades de postar aqui!!! Tanto coisa acontecendo (tipo I’M @ Fause Haten, rs) que to deixando a blogosfera em segundo plano.

    Espero que vc esteja bem Ricardo, e quero te parabenizar pela iniciativa. Uma das coisas que eu penso que o jornalismo de moda em geral tem de mais falho e’ justamente o conhecimento de materias primas, superficial na maioria das vezes. E todas as grandes tecelagens literalmente dao informacao sem custo para aqueles que querem se aprofundar.

    Adorei o post, deu saudade dos tempos de coordenacao de moda, de fazer a Mae Dinah (apelido carinhoso que ganhei da equipe de representacao, rs) e capturar anseios, de descobrir o que as pessoas iam querer antes delas saberem que elas iriam.

    Hoje e amanha tem a da Vicunha, se vc quiser uma “segunda opiniao” e saber mais sobre o Verao 2009 antes me avisa que te mando os dados, ok? E’ bem longinho, mas pelo que ouvi o pessoal se super preparou e vale a pena a visita.

    bjos

  6. oi Ricardo,
    Tô precisando falar com voce.
    abs,
    ivan

  7. […] Na pesquisa para o Verão 09 eles detectaram um desejo de cores vibrantes e estampas hipnóticas, que eles denominaram Psychodelic, inspiradas na Pop Art de Peter Max, mesma referência que apareceu no Bureau Santista. […]


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s