SCMC 4 :: Glam-rock descamba para Funk na Dublack

O Glam Rock foi o ponto de partida dos estudantes do Senai-Joinville para a Dublack, indústria de malhas de Pomerode, mas o ponto de chegada caiu quase no funk popusudo visitando o cosplayer do Japão. Falando assim fica difícil entender, não é?

dublack.jpgdublack2.jpg

O movimento do Glam Rock aconteceu bem no finalzinho da década de 60 e começo dos anos 70 e tem em David Bowie seu maior ícone. Muito brilho, salto alto e androginia. Os brilhos apareceram na coleção, a androginia que é um tema interessante a ser explorado, não. Afinal não é colocando corseletes em meninos que isso signifique que ele é andrógino.

dublack3-copy.jpgdublack4.jpg

O recurso de styling acabou resultando muito mais próximo do universo dos cosplayer, com muitas capas e looks que pareciam heróis de alguma ficção japonesa. Se tivesse humor, eles se saíram melhores, como já mostrou Thais Losso na sua época da Sommer.

dublack5.jpgdublack5a.jpg

A silhueta skinny, que já era super usada naquela época, aqui ficou meio fora-do-lugar, como no macacão com glitter prateado usado com maiô, meio poposuda de baile funk. Aliás, se tivessem pesquisado o universo das preparadas, das cachorras seria um ótimo tema-referência, com menos possibilidade de fantasias, entendem?

Meninas, não levem a mal, mas pesquisa para coleção é isso. Começa-se com uma idéia e nem sempre o resultado é o esperado. Mais empenho, ok?

Dublack por Sheila Cardozo, Tatiane Pronchnow e Ticiane Barbosa do Senai-Joinville

3 Comentários

  1. ui!

  2. Concordo com cada sílaba escrita.. o desfile foi mais para um circo..do que um desenvolvimento de peças, baseado em pesquisas.. Sei que não é o objetivo criar peças comerciais, mas tambem não precisa fugir tanto disso..
    O que mais me chateia.. é que as alunas se destacam como as que desenvolveram tudo.. participaram de tudo.. e não é bem assim, já que o que fazem é simplesmente fazer um desenho.. mas não participam da produção das peças..
    Sendo o objetivo do evento aproximar alunos da realidade, não é isso que acaba acontecendo, sendo as confecções que fazem as peças, e muitas não recebem pra isso, gastam, e no fim quem sai aplaudido são as alunas, que já se intitulam estilistas..
    falta muito..

  3. Só pra constar… Eu sai do SCMC no inicio… Não sei por que ainda colocaram meu nome nisso ai, pura palhaçada.
    A falta de coordenação do Senai Joinville é incrivel.


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s