Entrevista com Ricardo Almeida


Moda retrô para homens de Ricardo Almeida

Ricardo Almeida antes do desfile sentou com os jornalistas para um bate papo ali nas mesas do Pandoro. Além deste que vos escreve, estavam entre outros, o Alcino Leite (FSP), Sylvain Justum (HyperCool), Carol Vasone (UOL), Doris Bicudo (Sonia Racy/Estadão), Milene Chaves (Chic), Glauco Sabino (Lilian Pacce), Jorge Wakabara (Abril.Com), André do Val (Erika Palomino).

Ele começou dizendo que a coleção que ele ia apresentar era a linha mais formal da marca, portanto o que estavam lá, eram os ternos mesmo. Para o verão ele quer resgatar os valores sociais, políticos e éticos e de convivência que andam meio perdidos no Brasil. Então, a linha é mais retrô, com tecidos de padronagens mais clássicas como o xadrez príncipe de gales, o colete, a gola chale dos smokings.

Para ele, a globalização trouxe mais informação para o homem em geral, mas que no geral ele é um consumidor menos interessado em novidades da moda e que procura peças que não vão durar apenas uma estação. “Quando mostro uma coleção nova, como esta em que aposto em 1 ou 2 botões, a pergunta mais frequente que escuto é: isso vai durar? O homem está mais interessado em qualidade, conforto e durabilidade de uma peça”.

O Alcino deu uma provocada, perguntando se o Tom Ford e o Zegna são os maiores concorrentes dele neste momento. Ricardo explicou que as roupas do Tom Ford são fabricadas pelo Zegna, mas que ele preferiu colocar os preços lá em cima, para não desgastar a marca. Ele prefere fabricar pouco e vender mais caro, por uma questão simples, o valor agregado que o nome dele tem.

Dentro do mercado de luxo masculino, o estilista acredita no atendimento personalizado e nas peças exclusivas. “O grande luxo hoje é quem pode ter uma peça exclusiva, feita sob medida, e com detalhes diferenciados feitos para ele”.

Sobre sua saída do SPFW, Almeida diz que a forma do evento deveria ser revista: “Para as marcas, os desfiles acontecem muito tarde. O ideal seria adiantar todo o calendário em pelo menos 8 meses. Por exemplo, uma coleção de verão deveria ser desfilada em novembro, apenas para imprensa e compradores, porque aí teríamos os pedidos feitos até fevereiro, entraríamos em produção, em julho e agosto as roupas estariam nas lojas. Hoje as marcas fazem suas linhas sem ter certeza se aquilo vai ser vendido ou não”.

Os desfiles do Ricardo Almeida geralmente são marcados pela presença de celebridades nas passarelas. Para ele, isso é importante porque gera notícia e fortalece a imagem da marca. “Quando a Gisele Bündchen desfilou para nós, fomos parar em todas as páginas e capas de revistas, inclusive no exterior”.

4 Comentários

  1. ao contrário do que o vitor dusinfernus prega, a moda masculina continua retrô… pelo menos a que vende

  2. Acho interessante essa questão de resgate de valores, exclusividade, peças únicas, preços diferenciados e etc…pena os $$ são tão salgadinhos para ter essas maravilhas!
    hehe

  3. Interessantíssimo o que o Ricardo fala e nos leva a divagar pelo fato que o homem está sim se interessando pela novidade e consumir moda, cada vez mais e quem sabe daqui a uns dias não vemos o pulo do gato para a maneira de vestir masculina. É muito estranho quando as pessoas tendem a relacionar os consumidores de moda a aquelas pessoas que estão interessadas em ter só a “tendência” em seus guarda-roupas. Pelo contrário, acredito que temos hoje muitos consumidores conscientes que avaliam seu tipo físico, suas predileções e o custo benefício do que se consome. Logo ter um Ricardo Almeida é saber que terá um produto de bom corte, acabamento e durabilidade, que não necessariamente é “uma novidade da moda”, mesmo por que a moda masculina é ainda tímida no que se refere a mudanças. O consumidor de moda antenado é aquele que observa a novidade sim, deseja tê-la [ok], mas também busca peças que atrelem valores ao seu vestir e a sua personalidade, estas sendo uma inovação ou não [adoro isto do Caê].

  4. […] Ele começou dizendo que a coleção que ele ia apresentar era a linha mais formal da marca, portant… […]


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s