VIX: Comentários do segundo dia do VFS

Vamos começar com uma piada interna, então. Como em qualquer evento, os jornalistas são convidados para almoços e jantares. Aqui foram pelo menos 4 e como o prato típico e orgulho da região é a moqueca capixaba, todos resolveram oferecer o mesmo prato. Eu só fui em um, então adorei. Ontem tinha gente surtando por um bife, um McDonalds da vida… O apelido pegou: Moqueca Fashion Week.

Tudo brincadeira, porque todo mundo está adorando a cidade. Foi uma surpresa para muita gente que veio pela primeira vez. Os erros acontecem, mas ninguém liga. Pior é quando depois de mais de 10 anos, alguns erros re-incidentes acontecem no SPFW e no Fashion Rio. Fizemos uma listinha ótima ontem, que não vem ao caso…

No stress: vista da sacada do quarto do hotel

Ivan Aguilar anuncia sua mudança para São Paulo

Fruto da terra, Ivan Aguilar estava em casa ontem. Eu acompanho o trabalho do estilista desde 2006 quando ele fez sua estréia fora do Espírito Santo na Casa de Criadores. De lá para cá, seu conceito entre a crítica especializada vem só aumentando, tendo conquistado pessoas como o Lula Rodrigues, Sylvain Justum, e elogios do Michael Roberts no seu desfile de Verão, que fez questão de ir no backstage do estilista.

A idéia de fazer um casual elegante é o golpe de mestre dele. Ele tem uma clientela fixa aqui que consomem seus ternos ultrabem cortados, em lã fria 120 importada. Nos desfiles, ele sempre preferiu mostrar o outro lado, onde sua alfaiataria está a serviço de uma moda menos formal. Ou seja, bem afinado com os novos tempos, em que muitas empresas já assumiram o contigente de homens sem-gravatas.

Já tinha comentado do desfile do estilista no balanço que fiz do Fashion Rio e da questão do casualwear. Aqui ele resolveu apresentar suas peças mais comerciais que não tinham entrado no desfile carioca. Eu sou fã de suas jaquetas, da camisaria, do bom corte das calças, que pouco a pouco trazem um avanço no guarda-roupa masculino.

Foi muito bom ver mais peças dele neste sentido. As cores entram pontuando a coleção que se centra nos tons brancos, areia e cinza claro e pinceladas de azul, a cor da estação. Suas camisas floridas em algodão anarruga já nasceram hit da coleção. As mulheres amam, como a Denise Dahdah e eu também. Ele me disse que foram feitas pouquíssimas desta camisa. Finíssimo que ele é, me deu de presente uma assim que eu cheguei em Vitória e me pediu para usar no desfile. Usei e claro, foi um sucesso total.

No último bloco, entraram os tradicionais clientes da marca usando costumes pretos com camisas brancas e gravatas pratas. Tenho gostado destes momentos homem-da-vida-real, porque em modelos, claro, que uma roupa bem feita caem muito bem. Melhor ainda se gente normal usa e fica bem. Não tem imagem melhor, assim como faz o Ricardo Almeida em seus desfiles.

Antenado, além dos paletós de dois botôes, hit absoluto das próximas estações, Aguilar colocou o de um botão, que se não é para todos os corpos, pelo menos, já existe alguém aqui que faça. Depois, ele me disse em primeira mão que está mudando de Vitória para São Paulo e pretende concentrar sua produção por estas bandas. BEM-VINDO!!!!!


Entrada final do desfile do Ivan Aguilar. Você pode conferir os looks no site da marca

Poltex faz desfile conceitual com estudantes de moda

A Poltex é uma malharia que existe desde 1993 e conta com 72.000m2 de área contruída que abriga os setores de tecelagem, beneficiamento, acabamento e estamparia, que podem produzir 600ton/mês de malhas em diversas estruturas.

Como tecelagem acharam melhor fazer uma apresentação conceitual convidando estudantes de moda da FAESA para desenvolverem micro-coleções com os tecidos deles. Isso foi feito com maestria pelos alunos da UDESC para a Renaux View no SCMC. Ao todo foram 40 looks desenvolvidos por 8 estudantes.

Quem me conhece, sabe que não sei mentir. Todos os que desfilaram são estudantes de moda, mas o que me espantou mais é como eles lidaram com esta possibilidade. Foi uma experiência que ficou no meio do caminho. Muitos ficaram entre fazer um desfile portifolio e outros enveredaram para uma experiência conceitual que não chegou a lugar nenhum. Uma delas, apresentou o tema Collant e o desfile era somente collants, sem que isso se revertesse num aprofundamento das formas desta peça, uma experiência de modelagem.

Penso que quando você é aluno, seu compromisso é com a pesquisa, com as possibilidades que o tecido apresenta, com o que você pode modificar a matéria-prima que você se propõem a trabalhar. Faltou ousadia e conhecimento técnico. Mas como é o primeira abordagem deste tipo, não tomem este comentário como um balde de água fria, ok? Em tempos globalizados a informação está por aí paa todos. O mercado está cada vez mais competitivo, centenas de escolas de moda espalhadas pelo país formam milhares de novos estilistas a cada dia. Ou seja, não dá para brincar em serviço. Se você tem uma oportunidade destas, aproveite ao máximo, se esforce ao máximo, porque se não…

Missbella tem clima de superprodução para uma moda volúvel

A Missbella já desfilou no Teen Fashion em São Paulo e para o Verão 2009 apresenta o tema Nice Trip, inspirado no Mágico de Oz. Vamos combinar que o segmento teen não é dos mais fáceis, mesmo porque esta idade é complicada mesmo.

No recente passado da moda brasileira, tivemos bons momentos deste segmento, principalmente na década de 90, quando a Triton, Zapping já fizeram coleções muito superiores as das marcas-mães. A Ellus 2nd Floor é um case também muito interessante para se estudar, tanto no primeiro momento quando o Ricardo Gonzales fez uma micro-revolução com a contratação de gente jovem super talentosa e nas coleções da Rita Wainer. Hoje, penso que o melhor exemplo de uma moda teen bem pensada e amarrada é a Yamê Reis para Cantão.

A Missbella apresentou tantos e muitos looks que acabou não conseguindo amarrar uma cara para Verão. Eu tenho problemas quando um desfile começa a apresentar as famosas variações sobre as mesmas peças, com tecidos diferentes, sabe como? Então, dá-lhe o mesmo tecido florido em vestidos, tops, shortinhos. Depois vem o listrado e assim por diante.

Atirar para tudo quanto é lado não é solução. Tem que achar uma linha e ir em frente com ela. Depois, a coleção comercial vai se desdobrando a partir disto. Esta é diferença entre desfile e look book. A Colcci sofre do mesmo problema. Depois de ver tanto look, nem a crítica nem o público consegue assimilar uma idéia, uma imagem.


Entrada final do desfile da Missbella. Você pode conferir os looks no site da marca

P.S Aliás, por falar em Colcci, sabe quem era o modelo-celebridade na passarela? Rodrigo Hilbert que acabou de fotografar ao lado de Gisele Bündchen para o catálogo da marca catarinense. Jutiça seja feita, A Missbella não teve culpa. Segundo comentários nos bastidores, a Globo fez uma mega convocação para que todos os atores que estão atuando em alguma novela fizessem um mutirão de gravação porque os cronogramas estão atrasados. A marca capixaba tinha um outro ator em mente, mas com isso, ele cancelou sua vinda, e acabou sobrando para o Hilbert, para delírio da platéia feminina que adorou.

6 Comentários

  1. olá!!!
    Estava no goolge e encontrei um post seu falando sobre moda, arquitetura e estrutura!
    Adorei, quero saber mais sobre o assunto, mas nunca encontro nada consistente! E como gostei muito do seu texto… te peço ajuda!!
    Sou Aluna de arquitetura da UFRJ e aluna de Artes-Indumentária e figurino do Senai- Cetiqt e quero muito saber o que há de paralelo a moda e a arquitetura!
    Se puder me ajudar te agradeço!
    pode ir ao meu blog!!
    bjos!!

  2. …que delícia, vc é demais meu querido, .obrigado por ter vindo…seja sempre bem vindo..

  3. Oliveros, se amanhã tiver outro almoço, vc dispensa a moqueca e pede uma “torta capixaba”. É um prato típico da semana santa, mas é o que gosto mais em qualquer época do ano.

  4. Nossa, esse post causou uma inveja (branca) fashion, rs… de admiração claro.
    O Ivan é um carinha muito legal, estilista talentoso e talz.
    Mas o motivo da inveja é vc já ter a camisa mais linda feita ultimamente…

    IVAN, RESERVA UMA P para mim… please!

    Beijão!

  5. Eu também fiquei com invejinha! Que delícia que deve estar ai! Saudades! Volta looogo!!!

  6. nooooooooosssa…Paulo e Denise, só hoje vi seus comments, vou reservar sim, depois falo com voces para saber para onde mandar.
    Bj,


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s