Louis Vuitton comemora 10 anos de City Guides

Vamos falar um pouco de luxo, que mesmo não estando acessível neste exato momento de crise mundial, quem sabe o dia de amanhã, não é mesmo?

Para mim não tem bem material no mundo que supere o prazer de uma viagem. Da mais bucólica a mais cosmopolita, ir para uma cidade que a gente não conhece, e convenhamos, nenhuma cidade vamos saber dela por inteiro. O Vitor Dus Infernus Angelo que está numa viagem incrível, acabou de escrever sobre Veneza e é sobre isso que ele fala de uma certa maneira e acaba por fazer uma revelação sobre a verdade da cópia que vale a pena ler.

A Louis Vuitton, antes de se tornar esse ícone de luxo e riqueza, começou como um fabricante de malas e bolsas. Claro que não eram artigos quaisquer e nem tão pouco seus clientes eram banais. Mas isso você poder ler com calma no site oficial da marca.

Para acompanhar esta tradição há dez anos eles produzem guias de viagem, mas pela primeira vez a edição de 2009 terá cinco volumes individuais: Nova York, Paris, Tóquio, Miami e Mumbai (Bombaim). Além do guia geral com roteiros de 32 cidades européias, incluindo seis novos destinos: Bucarest, Glasgow, Lausana, Manchester, Palermo e Saint-Tropez.

O melhor de tudo, que mesmo levando o famoso monograma, a publicação está longe de ser guia de compras e restaurantes caríssimos, feito sob medida para peruas enlouquecidas com cartão de crédito diamond. É um guia com endereços curiosos e preciosos que procuram captar o espírito do lugar, alguns com dicas de gente como Monica Belluci (Romênia) ou a cantora de ópera Angela Gheorghiu (Bucarest).

Assim, o redator-chefe Pierre Leónforté desde 1998 se reserva no direito de não colocar os lugares bem conhecidos de cada lugar, porque para isso, tem milhares de outras publicações. Como dizia Athayde Patreze, é simplesmente um luxo! Recentemente eu escrevi uma matéria para o especial GLS da revista Viagem e Turismo e descobri que é um dos mais difíceis textos para se fazer. Por isso comecei a ler com mais atenção textos de viagem.

E como ler também é uma forma de viajar, confesso que estou com muito desejo de ler alguns. Se eu estivesse em NY, quem sabe isso poderia acontecer. Em maio, Daniel Lalonde, presidente e CEO americano da marca, fez questão de tomar café da manhã com os bloggers mais importantes de lá… Eu pediria (na boa) para ele a coleção completa, entre um croissant e um chá…rs

Anyway, a coleção estará disponível nas lojas espalhadas pelo mundo todo e no site a partir de 15 de otubro.

P.S.: Mesmo com cara de publipost, a Vuitton não me pagou nada por este post E não me mandou nenhum guia, OK?

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s