Novos Criadores Vitória: destaques do primeiro dia

No primeiro dia comecei com um passeio pelo backstage para dar uma olhada geral nas roupas. A primeira impressão foi muito boa, e reparei especialmente em duas marcas que escolheram tecidos bem complicados para trabalharem: a dupla Juliana Altafim e Najla Dib e Luisa Mendes.

Altafim e Dib foram as primeiras a desfilar com uma coleção chamada Imunidade Congelada. Elas querem falar sobre a vontade das pessoas de serem elas mesmas e da necessidade de “quebrar” o gelo. Inspiração é inspiração e não vou discutir isso. O que eu vi mesmo foi uma sucessão de roupas bem elaboradas a partir de junções de tecidos bem complicados em camadas e camadas de vestidos bem volumosos.

A primeira vista, a mistura de cetins, plásticos, tules poderia ser um desastre. A combinação de cores a la Prada também é perigosa: pratas brilhantes, marrom, laranja. Porém, não é que elas acertaram e muito? Tem aquela vontade de fazer algo diferente e inovador próprio dos jovens estilistas. Tem uma dose equilibrada entre figuras de mangás e heroínas de HQs nas golas e nas saias, usados com a parte de cima de biquinis, que dão fogem do romântico naif que a coleção poderia ter caído facilmente.

As meninas são corajosas. São nomes para prestar atenção.

Já Luisa Mendes preferiu trabalhar o shantung e tramas de fitas, como já tínhamos visto lindamente nas coleções da Gisele Nasser. O caimento do shantung não é fácil e pode ficar beeemmmm cafona. A coleção da estilista é a Bauhaus, e ela vai construindo figuras geométricas como hexágonos, triângulos e retângulos, e para conseguir este efeito, elegeu este tecido mais encorpado para dar o efeito pretendido.

Valeu como experimentação. Dá para ver o esforço dela em evoluir na construção das roupas, mesmo que em alguns momentos o resultado não seja a silhueta dos sonhos ou o caimento perfeito.

Outro nome que apareceu muito bem é o de Gabi Lima. Ela é uma figura daquelas que se estivessem em São Paulo, a gente conheceria ela bem rápido. Encontrei com ela amamentando sua filhinha linda e loira, fruto do casamento com um americano descendente de irlandeses. Ela é ótima, para lá de moderna, e ainda promove o Super Mercado, uma espécie de Mercado Mundo Mix em Vitória.

Suas riot girls usam vestidos bem curtos com a cintura bem marcada por cintos corselets. Os detalhes feitos com pregas formando pequenos volumes dão um up nos cocktail dresses, que não são nada caretas, mesmo usando tafetá e crepe georgette. Já está pronta, sabe se virar muito bem porque tem aquele espírito empreendedor, é bem conhecida do circuito descolado de Vitória, faz figurinos para bandas, e além de tudo, tem uma mãe que faz o melhor alfajor da cidade.

As fotos foram cedidas pelo João Araújo do Holofotes que fez um álbum especial com todos os desfiles do evento.

5 Comentários

  1. […] A votação foi bem apertada e quem ganhou foi a dupla Juliana Altafim e Najla Dib com seu desfile Imunidade Congelada. Em segundo lugar, outra dupla, Flávia Manhone e Ludmyla Araújo. Mereceram menções Gabi Lima e […]

  2. O trabalho da dupla vencedora Juliana Altafim e Najla Dib estava maravilhoso, garotas com um futuro promissor!

  3. Muito Obrigado pelos comentários , e principalmente por estar fomentando a cena da moda capixaba !!! Vamos á luta , o trabalho continua ,vc é um luxo , amei a oportunidade de conhecê-lo. beijão

  4. …delícia de comments… como disse a Gabi, Voce é um LUXO!!!!

  5. tá di parabéns seu trabalhoé lindo essa modelo ai já desfilou comigo é linda tb desejo a vcs sucesso


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s