spBAFOw IV: Furacão Westwood

 vivienne22.jpg
Momentos de coincidência: me perdi no elevador para sair e dei de cara com a Dame 

Vivienne Westwood foi uma das atrações principais do SPFW. Na coletiva de imprensa para o lançamento da linha Anglomania da Melissa ela respondeu com muito profissionalismo sua relação com os sapatos de plástico. Depois foram selecionadas 6 perguntas da platéia para que a estilista inglesa respondesse.

A minha foi selecionada pela Lilian Pacce, que mediava a mesa: “Sendo sua marca mainstream como você se posiciona a respeito de seu manifesto Active resistance to propaganda?”. A resposta: “Fazendo cada vez menos e melhor”. Eu fiquei curioso com o manifesto dela, li antes no The Guardian e pensei, como ela relacionava a moda dela e a necessidade de vender e um manifesto para que as pessoas não consumisse tanto.

De fato, ela está certa. A gente é compelida a impulsos de compras insano. A última moda, o último xadrez, o último preto…A cada estação temos objetos dos desejos instantâneos. E a bota cowboy? Afe…

Ela deixou como mensagem isso. Consumo consciente. Comprar menos e melhor. Teve até o momento saia-lápis em que ela disse: “É melhor ver Rei Lear do que comprar um par de sapatos”. É ótimo ver uma pessoa que é fiel a suas convicções, não é mesmo?

MICO DOURADO DO ANO

vivennemanfifesto.jpg
Foto roubada: proibido tirar fotos do manifesto… 

Aí teve a leitura do Manifesto. Auditório do MAM, fechado para convidados (!!!???). Várias figuras carimbadas da moda, jornalismo, arte estavam no palco sentados em cubos com Westwood à frente. Felipe Chaimovich, curador do MAM, Antonio Farinacci (TV UOL), Eduarda de Souza (Galeria Florence Antonio), Maurício Ianês (Zapping, Galeria Vermelho), Supla, Eli Sudbrack…

Na porta avisavam que não podia fotografar. Ou seja, gente como eu que foi lá cobrir não poderia fotografar. Porque não? Era um ritual secreto? Ou porque ninguém deveria saber que se tratava de um jogral daqueles que a gente fazia no colégio? Achei bastante constrangedor tudo.

Na saída ainda peguei um depoimento interessante do André Lima, que dizia que era bastante significativo aquele manifesto no momento em que o dinheiro estava entrando com tudo na moda brasileira. Era importante ter um momento de reflexão neste momento e no SPFW. Ele está certo. Mas isso não deveria ter acontecido de modo mais aberto? E não restrito a uma certa elite presente?

Agora o pior mesmo, era o ‘entrou não podia sair’. A fofa atrasou a apresentação e isso coincidiu com outro desfile. Ou seja, a gente foi lá na hora certa, Vivienne atrasou, fizemos a matéria e quando tentei sair, o segurança disse: “Não é permitido sair antes do término”. Afe 2…

Fiquei lá vendo o jogral dela até o fim, porque ela achou que tinha o direito de cercear minha liberdade de ir e vir. Deu vontade de fazer meu próprio manifesto. Mas com certeza, não seria tão colegial quanto o dela.

PRONTO.FALEI.COM

SPFW::moda da vida (quase) real

Hoje a moda é da vida Real. Da Realeza. Da Dame. Teve muita top fazendo catwalk, mas quem brilhou mesmo estava fora das passarelas: Vivenne Westwood falando de coisas reais.
vivienne31.jpgvivienne21.jpg

Enquanto isso em Londres, Vivienne Westwood prepara sua vinda…

Meu querido Eduardo Jordão é o responsável pela vinda de Dona Westwood para o Brasil. Acabei de saber que não será somente os dois modelos especiais (dizem que um tem um salto altíssimo!) para Melissa que a estilista inglesa vai apresentar por estas bandas.

Já procure batalhar pelo seu convite, por que no stand da Melissa no prédio da Bienal vai ter uma mini exposição com os sapatos históricos dela. Espero que venham estes de 1993 responsável pelo maior tombo de Naomi Campbell:

vivienne.jpg

Já na Galeria Melissa uma retrospectiva da carreira com vídeos, criações e peças que fizeram a história da moda. Imperdível. Mandaram avisar também que ela vai dar apenas uma coletiva para imprensa. Será? A Lilian Pacce com certeza deve conseguir a sua… Eu, como café pequeno, vou ser apresentado pessoalmente a ela, pelo Jordão e está mais do que bom, não é mesmo?

Confira as fotos da Rojane para o catálogo da Crissu

Quem deixou um comentário por aqui foi o fotógrafo francês, radicado no Brasil, Jean Philippe Bedouret. Ele é responsável pela fotos do catálogo da Crissu.

Rojane (Ten Models) foi a modelo escolhida para estrelar o lançamento brasileiro de bolsas da designer Crissu Flak. O fotógrafo disponibilizou as imagens no seu blog.

rojane.jpg
O corpo escultural e a pele perfeita de Rojane para as lentes de Jean Philippe Bedouret

É claro, que eu não poderia deixar de comentar a campanha contra o racismo na moda que a estilista Vivienne Westwood acabou se se engajar:

“Os editores deveriam ser forçados a usar uma proporção de modelos negras nas capas de suas revistas, mesmo se isso significasse a queda das vendas”, declarou a imprensa a estilista britânica.

Confesso que já ouvi isso da boca de uma editora, então, infelizmente, a afirmação de Westwood é a mais pura realidade, não só na Europa, mas no mais que moreno Brasil.

Para não ficar só no blá-blá-blá, a estilista convocou a queniana Ajuma Nasanyana para a campanha de Primavera/Verão 2008 da sua marca.
ajuma2.jpgajuma.jpg
Ajuma Nasanyana no desfile de Primvera/Verão 2008 de Vivienne Westwood (foto: Marcio Madeira)

Numa pesquisa no ranking das 50 modelos mais importantes do planeta da Models.com, sabe quantas negras aparecem? Duas: Chanel Iman (29a.) e Kinee (47a.).

E de memória me diga quantas você se lembra? Naomi, Alek Wek, e…qual era mesmo o nome dela???

Mundo é cor de rosa em Paris!

E não é que Balenciaga animou o povo a escrever? Não só, mas foi o desfile que todo mundo queria ver. De qualquer forma, a estação parisiense mostra mais uma vez sua força no modelón, num verão tomado de flores, rosa e muito babado…literalmente. Assim, como eu vi nas vitrines em Paris , sim o branco vai continuar firme e forte.

Coincidência + convivência é que o Vitor Angelo postou quase os mesmos desfiles, e declarou: Paris Bertholinou!

viktor1.jpgwata.jpg

Vogue Paris já havia anunciado em maio, e a cor continua firme e rosa em Viktor&Rolf, Comme des Garçon

vivienne.jpgjunya1.jpg

A cor surge escorregadia no viés e no drapê de Vivienne Westwood e Junya Watanabe

valentinov08_f_004.jpgdior.jpg

Tem versão podre de chic com Valentino e Dior

balenciaga.jpgjunya2.jpg

Flores-rosas ou rosas-flores??? Você decide entre o poder&cintura de Balenciaga ou o volume de Junya Watanabe

undercoven.jpggaultier.jpg

Mas se a cor não te favorece (duvido!) tem branco retro Undercover ou brancas nuvens de Gaultier

A boa notícia é que quando chegarem as liquidações de verão aqui no Brasil, dá para investir em algum modelo florido do Reinaldo Lourenço ou no branco branco do Lino Villaventura, que vão durar muito muito mais.

08ver_spfw_18_01reinaldolourenco_f_045.jpg08ver_spfw_16_07linovillaventura_f_037.jpg

Fotos internacionais: Marcio Madeira (style.com)

Fotos nacionais: Alexandre Schneider (UOL)